• Até 7 dias para trocar a compra
  • Frete grátis para compras acima de R$ 249
  • Em até 5x sem juros no cartão
0
Seu carrinho está vazio :(

Beleza e bem-estar

Queda de cabelo por estresse: como tratar esse problema

Publicado em 21.12.2021 |
25 visualizações

Queda de cabelo por estresse: como tratar esse problema

queda 1JPG

A queda de cabelo é um problema enfrentado por 25% das mulheres brasileiras com idades entre 35 e 40 anos, de acordo com a Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar. E esse número é ainda maior quando falamos sobre mulheres acima de 40 anos - cerca de 50% delas sofrem com a perda dos fios.

É super comum - e normal - que caiam alguns fios por dia, pois eles são substituídos por novos. No entanto, essa ocorrência passa a ser considerada anormal quando for superior a 100 fios diários. 

Os motivos para isso são diversos e alguns fatores que favorecem a queda de cabelo são caspa, falta de vitaminas e o estresse - muito comum nos últimos tempos. 

A queda de cabelo devido a quadros de estresse depende de alguns fatores, como a propensão individual, imunidade, frequência e intensidade de situações estressantes. 

Como consequência, o cabelo danificado pode afetar a autoestima e abalar a confiança. Por isso, cuidar dos fios faz também com que você se sinta mais atraente e pronta para enfrentar o mundo.

Se você sente que também sofre com a queda de cabelo por estresse, neste post nós vamos te dar algumas dicas de como evitar e tratar esse problema. 

Por que estresse causa queda de cabelo?


Quando o corpo está sob estresse, os níveis hormonais são alterados. A glândula supra renal libera grande concentração de noradrenalina e cortisol, que são levados pelo sangue ao cérebro, coração e pulmões. 

Nesses momentos, os cabelos deixam de ser prioridade e passam a receber menos nutrientes e vitaminas por meio do sangue. Assim, as células dos fios param de trabalhar, fazendo com que eles caiam.

A queda de cabelo não é imediata - os fios tendem a cair, aproximadamente, três meses após o início do período de estresse. 

Como tratar o estresse para evitar a queda de cabelo


A boa notícia é que a queda de cabelo por estresse é reversível e na maioria dos casos a recuperação é total. 

O primeiro passo para melhorar esse problema, que afeta também a auto-estima, é desenvolver qualidade de vida e uma rotina de bem-estar.

Confira agora nossas dicas de como praticar o autocuidado e combater a queda de cabelo causada pelo estresse:

1. Se alimentar bem

queda 2

Selênio, magnésio, cúrcuma e vitaminas do complexo B e D são fortes aliadas no combate ao estresse e à ansiedade

Seguir uma dieta nutritiva pode ajudar no fortalecimento do cabelo. Para isso, inclua na sua alimentação itens ricos em proteínas, vitaminas, minerais e gorduras boas.

O ideal é adotar uma alimentação anti-inflamatória e antioxidante que inclua alimentos como peixes, frutas cítricas e nozes. Esses alimentos ajudam na preservação capilar e no crescimento de novos fios.

A suplementação também pode ser feita através de vitaminas ou remédios indicados por um dermatologista. 

2. Pratique atividades físicas


A prática esportiva ajuda a diminuir a quantidade de cortisol no sangue, o hormônio do estresse. Além disso, libera endorfina, substância relacionada à sensação de bem-estar.

Para obter os benefícios das atividades físicas e combater a queda de cabelo, é recomendado fazer pelo menos 30 minutos de exercício por dia, como corrida, caminhada, dança ou andar de bicicleta.

Outra opção é praticar yoga em casa, o que ajuda a melhorar o funcionamento do coração e pulmões, regulando o sistema nervoso e a circulação sanguínea.

O exercício físico ajuda a reduzir o estresse e garante mais concentração e resiliência para encarar os desafios do dia a dia.

3. Procure ajuda médica


Se o problema persistir, buscar a ajuda de um dermatologista pode ser uma saída. 

O profissional te ajudará a entender quais as melhores opções de produtos para nutrir e a estimular a circulação sanguínea no couro cabeludo, de modo que evitem a queda de cabelo.

Esses medicamentos auxiliam no combate à inflamação capilar e oferecem ao fio de cabelo as condições necessárias para o desenvolvimento e crescimento.

Outra opção é buscar um psicólogo ou psicoterapeuta. Fazer terapia ajuda a acalmar e encontrar o equilíbrio emocional, o que permite  identificar o que está causando o estresse.

4. Pratique o autocuidado

queda 3

Cuidar de si não só melhora a condição física, como ajuda a relaxar e acalmar a mente.

Uma das causas do estresse pode ser o pouco tempo que você destina para o seu bem-estar e autocuidado. 

Começar a meditar em casa pode ser uma opção para relaxar e melhorar sua qualidade de vida. Para isso, encontre um lugar confortável para treinar exercícios de respiração e tente deixar a mente em paz. 

Respeite o seu tempo e não desista. Assistir vídeos no Youtube pode ajudar a melhorar cada vez mais!

Outra opção para o autocuidado é fazer um dia de spa em casa. Tome um banho relaxante, hidrate os cabelos, faça uma esfoliação no corpo e uma máscara facial, vista uma roupa confortável e lave, tonifique e hidrate o rosto

Fique atenta ao seu corpo


Como falamos anteriormente, a queda de cabelo por estresse é passageira. Mas, se ela persistir de forma crônica, pode ser necessário um tratamento médico contínuo. 

Outra situação que requer mais atenção é o eflúvio telógeno - nome técnico da queda de cabelo anormal - de repetição. 

Se você já teve um ou mais episódios da condição, deve observar os sinais de alerta mais comuns do estresse, como enxaquecas, respiração ofegante, palpitações cardíacas, problemas estomacais, sudorese excessiva e alterações no sono.

Caso você se identifique com um desses casos, procure a ajuda de um médico.

Esfoliação capilar ajuda a evitar a queda de cabelo

queda 4
Mesmo para quem não sofre com a queda de cabelo, é recomendado esfoliar o couro cabeludo a cada 15 dias. 

A esfoliação capilar é indicada principalmente para cabelos oleosos ou com caspa, mas pode ser feita regularmente por qualquer pessoa. 

Essa técnica ajuda a fazer uma limpeza profunda no couro cabeludo e tem a função de remover resíduos acumulados na região, como sebo, impurezas e células mortas. 

O ritual proporciona muitos benefícios não só para a região manipulada, como também para os fios. 

A massagem melhora a circulação dos sangue e desobstrui os poros, o que fortalece o cabelo para que ele cresça mais rápido, forte e bonito, evitando a queda de cabelo.

A esfoliação deve ser feita com um shampoo próprio para isso, indicado por um dermatologista, e substituindo a lavagem comum. 

A dica é fazer movimentos circulares com as pontas dos dedos no couro cabeludo, evitando usar essa fricção no comprimento dos fios. Em seguida, deixe agir e enxágue. 

Agora que você já sabe como acontece a queda de cabelo por estresse, fique atenta aos sinais. E siga uma rotina de cuidados com o cabelo para manter os fios sempre saudáveis e bonitos!

Gostou do conteúdo? Aqui em nosso blog você pode ler muito mais sobre beleza, saúde e bem-estar.

.

Gatza e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.